NET-A-PORTER Limited

Enrico Marone Cinzano

Enrico faz como a natureza e se transforma a cada estação da moda ao design de mobília, o Italiano recicla a si e ao mundo em novas cores e formas.

A Restless Mind

enricomaronecinzano @enricomaronecinzano

“Uma vez que algo é realizado, é hora de avançar”

Se para a maioria dos arquitetos e designers a sustentabilidade é uma mera ferramenta de marketing, para Enrico Marone Cinzano esse conceito é o que move, genuinamente, todo o seu trabalho. E tal preocupação nada a tem a ver com modismos e marketing, porque essa veia ecológica lhe pulsou há tempos, bem antes da devoção absoluta ao design. Proveniente de uma família de empresários bem-sucedidos, como os criadores do vermute que leva seu sobrenome, Cinzano, o italiano investiu toda a herança administrativa na co-fundação da empresa Fashion Project Alabama, em 2011, junto à filmmaker Natalie Chanin e ao fotógrafo Paul Graves. A empresa era inovadora e primava por roupas manufaturadas lentamente, de baixa escala, utilizando-se de artesãos locais, altamente qualificados. “Esse projeto me mostrou que era possível aliar, com êxito, princípios sustentáveis aos comerciais”, contou em entrevista à Lifestyle.

“Percebi que, por meio do design, eu poderia desenvolver, ao mesmo tempo, algo atraente e positivo à natureza e ao ser humano”

A empresa, aclamada pela crítica, era, sem ele se dar conta, semente de um plano que estava por vir. Depois do sucesso de sua venda, era chegada a hora de abrir novas fronteiras. Viu nodesign uma forma poderosa de disseminar o conceito de sustentabilidade. Afinal, as pessoas estão o tempo todo rodeadas e interagindo com objetos, e passam grande parte do seu dia a dia em ambientes fechados. “Percebi que, por meio do design, eu poderia desenvolver, ao mesmo tempo, algo atraente e positivo à natureza e ao ser humano”, disse o empresário. Assim, em 2012, Marone Cinzano começou a desenhar uma coleção de móveis e luminárias inspirada na natureza e utilizando, como fazia com a moda, produtores locais e materiais sustentáveis. Incluiu, em sua série, a madeira pinus, metais reutilizados com pouco impacto ambiental (feitos a partir de um processo denominado de upcycling), cola caseira, entre outros produtos biossustentáveis. Não tardou para que suas ideias inovadoras materializadas em produtos primorosos ganhassem a crítica especializada. Na primavera europeia deste ano, seu nome já estava entre os grandes profissionais no anuário do Design Week de Milão. Até onde Enrico Marone Cinzano pode chegar? Ninguém sabe ao certo, mas ele dá o recado: “Uma vez que algo é realizado, é hora de avançar”.