NET-A-PORTER Limited

Carlos Domingos

A entrevista abaixo faz parte do nosso Podcast Chats by Claur, apresentado por Clau Ribeiro Bernstein. Você pode ouvir essa conversa na íntegra pelo Spotify e iTunes

Life Lessons


Um cliente não satisfeito e mal atendido pela Ferrari, fez com que suas sugestões não ouvidas se tornassem o combustível para lançar sua própria marca de carros – a Lamborghini. Essa é a apenas uma das incríveis histórias narradas pelo nosso guest Carlos Domingos, autor do livro Oportunidades Disfarçadas.


CR: Existe algum hábito específico enquanto está no processo de escrita do livros ou de suas colunas?
CD: Sim. Costumo fazer de uma forma mais intuitiva, eu medito diariamente antes de começar a trabalhar e quando eu sendo pra escrever as coisas já estão mais claras na minha cabeça. Durante o dia também eu paro as vezes por 15 ou 20 minutos pra fazer outra coisa, ficar com meus filhos ou ler alguma notícia. Dessa forma é muito melhor trabalhar porque eu consigo ser mais produtivo e não é cansativo.

CR: Qual atividade ou hábito que te torna mais feliz, mais produtivo ou mais criativo?
CD: Faço exercicios, natação mas nada muito diferente. Estar em movimento já ajuda bastante.

CR: Você ganhou diversos prêmios; fundou, negociou a venda à um grupo internacional e presidiu uma bem sucedida agência. Você pensa em abrir mais algum negócio no futuro?
CD: Na verdade estou criando uma plataforma nova com a intenção de impactar e ajudar as pessoas que gostaram do meu livro. Quero mostrar que nós brasileiros também podemos inovar e empreender.

“A minha ambição é tentar transformar o mundo dos negócios em uma forma interessante e pop. As plataformas mais antigas falam de uma forma muito dura que chega a ser chato”

Carlos

CR: Como surgiu a ideia do primeiro livro?
CD: Antes do livro eu escrevi um artigo do oportunidades disfarçadas e recebi 80 email, escrevi o segundo artigo e recebi 120 emails, o terceiro artigo e recebi 140 emails. No total eu escrevi 15 artigos. E todo mundo me pedia a fonte das histórias mas não era uma fonte única que eu usei então decidir reunir todas e fazer uma fonte única. Cheguei a quase 200 casos e livro saiu em 2009 e já é um best-seller já vendeu mais de 100 mil cópias, foi lançado em Portugal e agora tem uma editora dos Estados Unidos interessada também.

CR: Como foi fazer o segundo livro?
CD: Eu fui passar um tempo em Londres com a família após sair da agência e ficamos por lá um ano e meio. Tive esse tempo pra pensar no que eu gostaria de fazer porque ser CEO ocupa muito o nosso tempo. Como eu queria continuar contribuindo para as pessoas eu decidir fazer uma pesquisa grande e reunir novas histórias por Londres mesmo, cheguei em quase 400 novos casos, voltando pro Brasil eu acabei de escrever e lancei. E agora quero não só continuar escrevendo mas quero transformar esse conteúdo em videos.

CR: Quais são as oportunidades disfarçadas que você destaca na pandemia?
CD: Podemos falar das crises, qualquer crise muda o mundo. Eu acho que vamos ter muitas mudanças e uma delas é o de trabalhar home office porque isso é qualidade de vida e ganhamos mais tempo trabalhando em casa. Outra coisa que eu acho também que vai mudar é a questão do desperdício de comida, existem já algumas plataforma que vendem aquelas frutas consideradas “imperfeitas” que estão crescendo muito no mercado, porque que diferença faz se a fruta não é perfeita se você vai fazer um suco por exemplo.

“Temos que aprender a lidar com as limitações”

Carlos sobre a COVID-19

CR: Quais livros que mudaram sua vida e porque?
CD: São vários. Um deles é a Arte de fazer amigos e Influenciar Pessoas do Dale Carnegie, eu li quando era adolescente e fiquei muito encantado com esse livro e me ajudou muito quando eu estava á frente das agências de publicidade porque eu aprendi a falar sobre o ponto de vista dos outros e não do meu. Um outro livro mas esse sobre ficção que eu acho que ajuda muito a gente abrir a mente é o Memórias póstumas do Brás Cubas e o Dom quixote também do Miguel de Cervantes. Agora na pandemia estou lendo o Mitologia Primitiva do Joseph Campbell que fala como surgiu os símbolos que exisgem hoje. Eu acho que livro legal é aquele que a gente ta lendo no momento.


Fotos: Cortesia Carlos Domingos